Foco e Segmentação. Você está usando direito?

AGÁ - BLOG - Header

Foco é fundamental para que se obtenha sucesso, seja qual for a sua área de atuação. Poderia citar inúmeras frases de impacto aqui, como “Foco é dizer não” do Steve Jobs, mas isso deixaria o texto muito clichê. A ideia aqui é falar de como aplicarmos o foco na segmentação. Calma, eu explico.

Falando com o Armindo Ferreira (que já até escreveu um texto nesse blog, além de ter o Bog do Armindo) no Social Media Cast tive um insight que quero compartilhar com vocês.

Armindo falava de sua vida de influenciador, que hoje ele atua como mídia e que seu blog serve de vitrine para algumas marcas anunciarem. Um ponto interessante, foi em sua estratégia de não querer um público amplo, e desta forma não competir com grandes blogueiros ou portais gigantescos. O que o Armindo fez, foi usar uma estratégia de mkt digital bem comum (a segmentação) e pautar seu foco sobre ela. Sim, eu sei que segmentação é possível também no mundo offline, mas sabemos as maravilhas que podemos fazer com os dados que o mundo online nos fornece, certo?

Pensando em cativar um público mais exclusivo, o Armindo possibilitou que marcas ligadas a este público tenham um canal mais exclusivo e consigam falar diretamente com seus consumidores. Muitos estudantes, ou pessoas que tomam conta de blogs corporativos ainda falham nesta questão do foco na segmentação, justamente pelo desejo de querer falar com todo mundo, mas desde quando isso, necessariamente, é uma vantagem?

Para os que estão começando a criar seu blog/conteúdo, pensem o que é efetivamente importante para você. Qual a sua definição de sucesso? É viável? Compatível com as horas de esforço que você está disposto a oferecer?

No caso de marcas, a questão é semelhante. Qual a definição de sucesso para a marca? Qual o objetivo? Está compatível com a hora/homem + investimentos desprendidos?

Focar na segmentação pode ser uma saída interessante para quem não conta com verbas astronômicas, ou então não tem como se dedicar full time com um projeto paralelo (estudantes e seus blogs!).

Minha mãe sempre odiou a multifuncional da HP justamente por ela se propor a fazer muitas coisas e nem sempre entregava com qualidade. Preste atenção se você não está no mesmo caminho, pode ser que surja uma banda de pagode que te odeie também! Tá, nem tanto (e sim, eu sei que o nome da banda é por conta da calculadora), mas que você pode estar perdendo oportunidades, ah isso pode. E oportunidades, meus caros, muitas vezes é que nem barras de ouro: Valem mais do que dinheiro.

Temo Mori

Blogueiro, Escritor, Tuiteiro e outras mentiras da internet. Apaixonado por Social Media, Redes Sociais e tudo que aproxime as pessoas... inclusive um abraço!